Edições anteriores

  • Trabalho e proletariado no século XXI
    v. 39 n. 159 (2020)

    A pandemia do coronavírus, como prova dos nove, veio desmascarar o mito do adeus ao proletariado. Diversas pesquisas mostram o aumento contínuo das fileiras da classe trabalhadora em todo o mundo. Mudam o perfil, as formas, as condições e a composição dessa classe. Entender essa situação é indispensável para interpretar e mudar a sociedade. Por meio do dossiê “Trabalho e proletariado no século XXI” , organizado pelo economista Dr. José Renildo de Souza (UFBA) Princípios busca aportar sua  contribuição para o entendimento dessa nova e complexa realidade. 

  • O mundo pós-covid
    v. 40 n. 160 (2021)

    O ano de 2020 será lembrado para sempre pela pandemia de covid-19. Vista de conjunto, essa situação traz repercussões que, em sua totalidade, apenas começam a ser avaliadas. Cientistas das mais diversas áreas do conhecimento hoje se debruçam sobre os problemas colocados pela pandemia, buscando explicações, desenvolvendo tecnologias e práticas, promovendo reflexões políticas e filosóficas sobre diferentes aspectos da vida social e econômica que emerge da crise sanitária. A fim de fomentar essa reflexão sobre as possíveis consequências da pandemia nas mais diversas esferas da vida e nos diferentes grupos sociais, a Princípios apresenta o dossiê “O mundo pós-covid”, organizado por Dra. Ilka Bichara (Psicologia - UFBA)  e Dr. Nilson Weisheimer (Sociologia - UFRB).

  • Metamorfoses do poder político
    v. 40 n. 161 (2021)

    O dossiê Metamorfoses do poder político organizado pelo Prof. Dr. Luiz Eduardo Motta (Ciência Política - UFRJ) reúne os resultados de pesquisas e reflexões teóricas inéditas que contribuem para o conhecimento das novas tendências e formas de exercício do poder político no âmbito de sociedades do capitalismo avançado. As reflexões perfazem tanto o diagnóstico da situação atual quanto os cenários emergentes. Reconhecendo neste um objeto complexo, com interfaces em diferentes campos do saber, o dossiê reúne contribuições de distintas áreas, especialmente Ciência Política, Sociologia, Filosofia, História e Economia, a fim de compor um quadro multifacetado sobre o tema das mutações por que passa a política neste primeiro quarto do século XXI.