Octavio Ianni

o Brasil nas tramas da globalização

Palavras-chave: Classe social, Sociedade brasileira, Globalização, Cultura

Resumo

O ensaio tem por objetivo recuperar a contribuição teórica e metodológica do sociólogo Octavio Ianni, considerando-se a relevância de suas análises e reflexões, de base marxista, sobre sociedade e política no capitalismo contemporâneo. Caracteriza esta proposta a utilização dos conceitos de globalização, cidadania, classe social, políticas públicas e mudança estrutural. Trata-se de análise bibliográfica no campo das “experiencialidades sociais, enfatizando assim o caráter social” como afirma Barbier. Entretanto estabelece-se um diálogo entre as diferenças ideológicas do materialismo histórico assumidas por Ianni e a proposta da metodologia das experiencialidades sociais de Barbier. Destacam-se da obra de Ianni temas relacionados à formação nacional do Brasil e à temática da subordinação do país às agências econômicas internacionais. Reconhece-se a magnitude de sua contribuição ao debate sobre política e relações internacionais no contexto da globalização.

Biografia do Autor

Francisca Eleodora Santos Severino, Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais da Universidade Nove de Julho - Progepe/Uninove

Socióloga, Doutora em Comunicação, docente do Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais da Universidade Nove de Julho (Progepe-Uninove) e pesquisadora do grupo de pesquisas “Escola Básica, Gestão e Inovação”.

Publicado
2021-01-16
Como Citar
Santos Severino, F. E. (2021). Octavio Ianni: o Brasil nas tramas da globalização. Princípios, 1(160), 340 - 350. https://doi.org/10.4322/principios.2675-6609.2020.160.015