Um encontro de oralidades

os trovadores medievais galego-portugueses e os cantadores nordestinos brasileiros

  • Rafael Hofmeister de Aguiar Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRGS)
Palavras-chave: Trovadores medievais, Tenções galego-portuguesas, Cantoria de repente nordestino

Resumo

O artigo procura aproximar as práticas poéticas dos trovadores medievais nas tenções galego-portuguesas às dos cantadores de repente nordestinos brasileiros. Parte-se da premissa de que há uma aproximação entre as duas manifestações literárias, principalmente através da sua produção e/ou difusão na oralidade e/ou oralização por meio da performance. Para além disso, examina-se como elementos formais da métrica e versificação aproximam as composições medievais da produção contemporânea dos cantadores brasileiros. Para a inteligibilidade da exposição, o artigo está dividido em três partes, além da introdução e dos questionamentos finais. A primeira delas (item 2) aborda a possibilidade da manifestação/difusão das tenções através da oralidade ou da oralização. Nessa primeira parte, são desenvolvidos os conceitos de oralidade e oralização, de oralidade primária, mista, secundária e mediatizada e também se discorre sobre a utilização da tecnologia escrita pelos poetas medievais que serão base para as análises tanto da segunda quanto da terceira parte. A segunda (item 3) aborda o mesmo processo de difusão pela oralidade ou oralização nos cantadores nordestinos brasileiros na contemporaneidade. Por fim, a terceira parte (item 4) procura fazer aproximações entre os trovadores medievais galego-portugueses e os cantadores nordestinos brasileiros, em que se identificam constâncias na métrica e versificação entre a produção medieval das tenções e os gêneros da cantoria nordestina brasileira.

Biografia do Autor

Rafael Hofmeister de Aguiar, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRGS)

Doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, pósdoutorando em Filologia Galega pela Universidade de Vigo (Galiza, Espanha) e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (Campus Rolante).

Publicado
2020-08-25