A “uberização” e o aprofundamento da flexibilização do trabalho

  • Euzébio Jorge Silveira de Souza Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
  • Marcio Ortiz Meinberg Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
Palavras-chave: Uberização, Precarização do trabalho, Economia de plataforma, Flexibilização dos direitos trabalhistas, Reforma trabalhista

Resumo

O objetivo deste artigo é conceituar o fenômeno da “uberização”, além de ex-
por suas justificativas e resultados. A “uberização” é um novo formato de utili-
zação da força de trabalho, surgido da combinação das novas tecnologias origi-
nadas na terceira e quarta revoluções industriais com medidas de flexibilização

trabalhista (defendidas pela economia neoclássica). Tal modelo sugere que a
redução da interferência do Estado resultaria em crescimento econômico e

maior eficiência produtiva (com redução do desemprego), o que motivou di-
versas reformas trabalhistas e flexibilização do aparato de proteção ao traba-
lho. As empresas que atuam por meio de trabalho “uberizado” encontraram no

mercado de trabalho desestruturado uma oportunidade para ampliar sua ren-
tabilidade expandindo a extração de mais-valia absoluta, mesmo em um setor

que surge das novas tecnologias. As ocupações mais comuns da nova economia

apresentam o mesmo conteúdo do trabalho de padrões de acumulação ante-
riores, como no caso dos motoristas de transporte individual e entregadores, no

entanto, em condições mais precárias e sem direitos trabalhistas. A reforma tra-
balhista de 2017 não resultou em retomada do crescimento econômico e as em-
presas da economia de plataforma utilizam a crise e o desemprego para crescer.

Biografia do Autor

Euzébio Jorge Silveira de Souza, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Mestre em Economia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e
doutorando em estágio docente no Instituto de Economia da Universidade Estadual
de Campinas (Unicamp). Presidente do Centro de Estudos e Memória da Juventude
(CEMJ). E-mail: euzebiojorge@gmail.com

Marcio Ortiz Meinberg, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Mestre e doutorando em Direito Constitucional pela Pontifícia Universidade Católica
de São Paulo (PUC-SP). Advogado em São Paulo. E-mail: marcio.meinberg@gmail.com

Publicado
2020-08-25